A Verde Agritech alia tecnologia e inovação para desenvolver fertilizantes de qualidade

A Verde Agritech alia tecnologia e inovação para desenvolver fertilizantes de qualidade

A Verde Agritech é uma empresa de tecnologia agrícola que produz fertilizantes, que tem o propósito de melhorar a saúde de todas as pessoas e a do planeta. Para cumprir isso, ao longo de seus quase 20 anos de história, a Verde Agritech buscou aliar tecnologia e natureza para desenvolver fertilizantes que atendessem às necessidades dos agricultores do Brasil e do mundo. Conheça mais sobre essa história e sobre a Verde Agritech!

Verde Agritech: uma história de sucesso pautada pelo compromisso com a tecnologia, a inovação e a qualidade

A Verde Agritech foi fundada em 2005 por Cristiano Veloso, tendo nascido do desejo de realizar um projeto na área da indústria mineral que valorizasse o Brasil e pudesse oferecer ao mundo.

Assim, ao longo dos anos iniciais de pesquisa a empresa se dedicou a procurar ativos minerais de classe mundial em diversos estados do Brasil, incluindo Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Tocantins e Rondônia.

Nesse processo, em 2007 foi realizada a abertura de capital da Verde Agritech na Bolsa de Valores de Toronto, no Canadá. Com esse movimento, a empresa conseguiu importantes investidores de diversos países.

Hoje, a Verde Agritech é a maior produtora de fertilizantes potássicos do Brasil. Localizada no município de São Gotardo, região do Triângulo Mineiro, essa é a primeira mina de potássio em mais de três décadas e a maior capacidade produtiva desse nutriente do país: ela é capaz de tornar o Brasil autossuficiente em potássio por mais de 60 anos.

A escolha de São Gotardo foi estratégica: essa região não somente é rica em potássio, mas também é um grande polo agrícola, com boa infraestrutura logística para levar os fertilizantes ali produzidos para o resto do Brasil e para o mundo.

Localização da unidade de produção da Verde Agritech - São Gotardo-MG

Localização da unidade de produção da Verde Agritech – São Gotardo/MG

Após anos de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, a Verde Agritech inaugurou a sua primeira fábrica de produção de fertilizantes em 2017. E com o sucesso, em 2022 ela inaugurou a sua segunda fábrica em Matutina, que é a maior fábrica de fertilizantes do Brasil.

Assim, a empresa aumentou a sua capacidade produtiva para 3 milhões de toneladas por ano. Além disso, a empresa também tem um laboratório de produção de produtos biológicos, que possui atualmente uma capacidade de produção de 2 milhões de litros por ano.

Hoje, a Verde Agritech tem uma linha diversificada de fertilizantes, com o K Forte®, o K Forte Boro, o BAKS® e o Silício Forte. Assim, a empresa vem trilhando uma história de sucesso, calcada no seu propósito e no desejo de trazer a inovação e a tecnologia para o agronegócio.

Utilizando a tecnologia e a inovação para melhorar a saúde de todas as pessoas e a do planeta

O propósito da Verde Agritech é melhorar a saúde de todas as pessoas e a do planeta. Por isso, em parceria com a natureza, a empresa faz a agricultura mais saudável, produtiva e rentável.

A tecnologia e a inovação estão no cerne da Verde Agritech. Essa nomenclatura está ligada ao novo, à nova economia, à inovação, que revolucionam e impulsionam a agricultura dos dias de hoje.

Nesse sentido, a Verde Agritech desenvolveu, ao longo de anos de estudos e em parceria com instituições de pesquisa renomadas, tecnologias exclusivas e inovadoras para seus fertilizantes. Esse processo de desenvolvimento foi validado por mais de 15 anos de testes agronômicos bem-sucedidos.

Entre as tecnologias exclusivas da Verde Agritech, está a Cambridge Tech. Ela altera a estrutura do fertilizante por meio da ativação mecânica, fazendo com que os nutrientes sejam disponibilizados de forma gradual para as plantas.

Isso é benéfico, já que auxilia a construir e manter a fertilidade do solo, além de garantir um efeito residual duradouro e otimizar o manejo.

Já a Dust Control foi desenvolvida para garantir a máxima performance na aplicação dos fertilizantes K Forte® e BAKS®. Ela proporciona um efeito de leve agregação das partículas ultrafinas desses fertilizantes.

Isso traz mais versatilidade para o manejo, ao ponto que permite uma aplicação eficiente sem comprometer a área de contato do fertilizante com o solo.

A 3D Alliance é uma tecnologia desenvolvida para transformar a estrutura tridimensional das matérias-primas adicionadas aos fertilizantes da Verde Agritech.

Dessa forma, a tecnologia 3D Alliance garante que todas as matérias-primas sejam uniformemente processadas para um tamanho consistente, permitindo uma distribuição uniforme dos nutrientes por toda a área aplicada.

Os fertilizantes resultantes da mistura são homogêneos e se distribuem uniformemente no solo, sem segregação.

Outra tecnologia inovadora da Verde Agritech é a MicroS Technology. Ela permite que o enxofre elementar que é utilizado no BAKS® tenha uma performance elevada do nutriente.

Estudos mostram que quanto menor a partícula do enxofre elementar, mais eficiente é o processo de oxidação que disponibiliza o enxofre para as plantas e também mais homogênea do fertilizante no solo, otimizando o manejo.

O enxofre elementar micronizado é distribuído mais homogeneamente. A ilustração representa a comparação entre o enxofre elementar granulado ou pastilhado e o BAKS®, fertilizante multinutriente da Verde Agritech que usa o enxofre elementar micronizado como matéria-prima, em 1 hectare considerando uma aplicação de 30 kg de enxofre por hectare. O número de partículas da ilustração é baseado em um cálculo proporcional ao peso e concentração de cada produto.

O enxofre elementar micronizado é distribuído mais homogeneamente. A ilustração representa a comparação entre o enxofre elementar granulado ou pastilhado e o BAKS®, fertilizante multinutriente da Verde Agritech que usa o enxofre elementar micronizado como matéria-prima, em 1 hectare considerando uma aplicação de 30 kg de enxofre por hectare. O número de partículas da ilustração é baseado em um cálculo proporcional ao peso e concentração de cada produto. 

Com a tecnologia N Keeper, os fertilizantes da Verde Agritech ajudam a otimizar a nutrição das plantas com nitrogênio, ao reduzir as perdas por lixiviação e volatilização.

Junto com essa inovação tecnológica, a Verde Agritech tem um processo rigoroso de produção dos seus fertilizantes, o que é comprovado pelas diversas certificações que a empresa possui.

As certificações da Verde Agritech mostram a qualidade dos fertilizantes e processos da empresa

Os fertilizantes da Verde Agritech fazem parte da cadeia de produção de alimentos. Assim, é importante que a empresa tenha um compromisso com a qualidade.

Isso desde o seu desenvolvimento, acompanhado por metodologias científicas, passando pelos processos produtivos e até chegar aos produtos finais e a relação da empresa com o meio-ambiente.

Esse compromisso é comprovado pelas diversas certificações que a empresa possui, como as International Organization for Standardization (ISO).

Elas mostram o compromisso da empresa com uma série de normas e especificações internacionais de qualidade. A Verde Agritech possui as certificações ISO 9001 e ISO 14001:

– ISO 9001

A ISO 9001 é um conjunto de ações preventivas, que servem para garantir a qualidade e padronizar um serviço ou um produto. Além disso, pode-se dizer que essa norma é um sistema de certificação de gestão que serve de apoio para que as empresas e gestores consigam otimizar seus processos.

Assim, para que uma empresa receba qualquer certificado da ISO, é necessário que ela passe por um projeto com diversas fases, para garantir que a implementação dos processos está sendo realizada de forma correta.

– ISO 14001

O Certificado ISO 14001 atesta que uma empresa apresenta preocupação com a natureza e tem responsabilidades com o meio ambiente, pois para garantir esse certificado, ela tem como dever se comprometer com as leis previstas na legislação ambiental de seu país.

Além disso, ela deve se comprometer a treinar seus colaboradores para cumprirem tudo que está estabelecido na norma, identificando e procurando soluções para eventuais problemas que a empresa possa causar para o meio ambiente, diminuindo assim o seu impacto ambiental.

A Verde Agritech também tem certificações relacionadas à agricultura orgânica. Isso porque, seja qual for o manejo utilizado pelo agricultor, a Verde Agritech se encaixa. Assim, alguns fertilizantes da Verde Agritech contam com selos nacionais e internacionais para agricultura orgânica:

– OMRI

O selo de orgânico da OMRI permite que agricultores que produzem produtos orgânicos comercializem seus produtos para os Estados Unidos, exceto para o estado da Califórnia.

– CDFA

O selo de agricultura orgânica emitido pela CDFA garante aos agricultores brasileiros que seus produtos orgânicos possam ser comercializados no estado da Califórnia, EUA.

– ECOCERT

O selo de orgânico pela ECOCERT permite a utilização em cultivos orgânicos no Brasil e a comercialização desses produtos como orgânicos em todo o território brasileiro. A certificação pela ECOCERT permite que a Verde Agritech explore o mercado da agricultura orgânica, expandindo seu uso na agricultura brasileira.

Esse compromisso com a qualidade, tanto dos fertilizantes quanto dos processos de produção, faz com que a Verde Agritech esteja cada vez mais em expansão. Isso é comprovado pelos milhares de agricultores satisfeitos com a empresa e seus produtos ao redor do mundo!

A Verde Agritech melhora a saúde de todas as pessoas e a do planeta com fertilizantes de qualidade e que trazem a tecnologia e a inovação para a agricultura

Em síntese, a Verde Agritech é uma empresa de tecnologia que produz fertilizantes. Ela faz isso aliando tecnologia, inovação e natureza para cumprir o seu propósito de melhorar a saúde de todas as pessoas e a do planeta.

Esse propósito é o que guiou a empresa em sua história de sucesso, marcada por fatos como a a abertura do capital na Bolsa de Valores de Toronto, a inauguração da maior fábrica de fertilizante potássico do Brasil e também pelo compromisso com a qualidade dos seus fertilizantes e dos seus processos de produção!

Compartilhe esta publicação