Engenheiro Agrônomo De Cristais Paulista - Sp Conta Como O K Forte® Melhorou Os Resultados Da Lavoura De Café

Engenheiro Agrônomo de Cristais Paulista – SP conta como o K Forte® melhorou os resultados da lavoura de café

José Henrique Mendonça é Engenheiro Agrônomo e cafeicultor no município de Cristais Paulista, São Paulo, trabalhando com o cultivo orgânico do café há mais de uma década. Saiba quais foram os benefícios que o K Forte® trouxe em três anos de uso e que fizeram com que José Henrique aplique hoje o fertilizante multinutriente da Verde em 100% da lavoura!

A procura por um fertilizante que pudesse ser utilizado no cultivo orgânico

A família de José Henrique Mendonça vem trabalhando com a cafeicultura há mais de cem anos. Segundo ele, cerca de 90% do negócio da família atualmente é ligado à cafeicultura.

José Henrique conta que há 11 anos ele usa a compostagem orgânica para trabalhar a fertilidade do solo. Ele conheceu o K Forte® quando estava procurando por alternativas para melhorar a fertilidade do solo e que não afetassem a efetividade da compostagem.

Após fazer um teste com o fertilizante multinutriente da Verde, José Henrique gradualmente foi expandindo o uso do K Forte®:

“Eu entrei com um teste, fiz uma área de vinte hectares de teste, adquiri o produto e no ano seguinte já foi pra 80% da área. E no terceiro ano 100% da área já executando ele no composto e também direto na lavoura.”

Mas, quais foram os resultados que fizeram José Henrique Mendonça utilizar o K Forte® em 100% da área de sua lavoura?

Os resultados com o K Forte® foram satisfatórios, melhorando a qualidade da bebida do café

José Henrique conta que, durante o período de testes do produto, o uso do K Forte® trouxe melhorias para a lavoura em comparação com as outras áreas que serviram como testemunha:

“Os resultados que foram entregues pra gente foram nos aspectos de granação, um fruto com o grão maior; uma bebida melhor, sem estresse para a planta. E isso nos ajudou muito e deu um resultado fantástico se comparado com as outras lavouras que eram testemunhas onde não se estava colocando o K Forte®.”

O K Forte® é rico em potássio e consegue nutrir a lavoura de forma eficiente. E os resultados relatados por José Henrique têm relação direta com as funções desse nutriente no cafeeiro.

O potássio é um macronutriente primário. Isso significa que ele é requerido em altas quantidades pelas plantas. O potássio é o segundo nutriente mais requerido e exportado pelo cafeeiro, principalmente na fase reprodutiva da planta, a partir da floração.

Na formação dos grãos do café, o potássio é responsável pelo transporte de carboidratos para os frutos, portanto, uma nutrição com as doses adequadas desse nutriente é importante para que a granação da lavoura seja melhor.

Além disso, segundo escreve o renomado engenheiro agrônomo e pesquisador Eurípedes Malavolta no livro Elementos de nutrição mineral de plantas, o potássio é considerado como o “elemento da qualidade” na nutrição de plantas.

Assim, quando se tem uma nutrição potássica adequada do cafezal, a qualidade dos frutos e da bebida tem melhorias. Mas, o K Forte® tem ainda outra vantagem que ajuda esses parâmetros a melhorar.

K Forte®: um fertilizante livre de cloro e que pode ser utilizado na compostagem

Graças à sua matéria-prima, o Siltito Glauconítico, o K Forte® é um fertilizante livre de cloro. Mas, por que isso é uma vantagem?

Embora o cloro seja um micronutriente importante para as plantas, ele em geral já é fornecido em quantidades suficientes pelo solo e o seu excesso no manejo pode trazer diversas consequências.

Uma delas está relacionada à qualidade da bebida do café. Isso porque, de acordo com o Dr. Enilson de Barros Silva, no estudo Qualidade de grãos de café beneficiados em resposta à adubação potássica, o cloro provoca a redução da atividade de uma enzima chamada polifenoloxidase (PPO).

A atividade da polifenoloxidase está significativamente ligada à qualidade da bebida do café, como observa a Dra. Hermínia Emília Prieto Martinez e outros pesquisadores, no artigo Nutrição mineral do cafeeiro e qualidade da bebida.

Como a PPO é uma enzima cúprica, ou seja, contém cobre em sua composição, a presença de altos teores de cloro pode inibir a sua atividade.

Isso porque o excesso dos íons de cloro leva a precipitação do íon Cl com o Cu2+, reduzindo a ativação da enzima. Como o K Forte® é livre de cloro, a atividade da polifenoloxidase não é prejudicada.

Não ter cloro em sua composição também faz com que o K Forte® seja um bom fertilizante para utilização na compostagem, técnica com a qual José Henrique Mendonça trabalha em sua lavoura.

A compostagem envolve a decomposição controlada de matéria orgânica rica em elementos nutritivos, como resíduos animais e vegetais, por meio dos microrganismos. Nesse processo os microrganismos atuam principalmente de duas formas:

  • Através da decomposição e estabilização da matéria biológica;
  • E estabelecendo relações benéficas com as plantas, ajudando na disponibilização e transporte de nutrientes, por exemplo.

Fertilizantes com alto teor de cloro, como por exemplo o Cloreto de Potássio (KCl), que tem aproximadamente 47% de cloro em sua composição, acabam tendo um efeito altamente biocida.

Para efeitos de comparação, a pesquisadora Heide Hermary, no artigo Effects of some synthetic fertilizers on the soil ecosystem descreve que aplicar 200kg de KCl é equivalente a despejar 1.600 litros de água sanitária no solo.Mesmo Uma Quantidade Relativamente Pequena De Kcl Aplicado, 50Kg, Ainda Equivale A 400 Litros De Água Sanitária No Solo.

Mesmo uma quantidade relativamente pequena de KCl aplicado, 50kg, ainda equivale a 400 litros de água sanitária no solo.

Isso prejudica a eficiência da compostagem. Além disso, o excesso de cloro no solo traz consequências como a compactação e está ligado ao aumento da salinidade.

Devido aos benefícios proporcionados pelo K Forte® é que José Henrique Mendonça foi aumentando seu uso. Ele destaca ainda a versatilidade do fertilizante multinutriente da Verde, ao ressaltar o seu uso na adubação direta do cafezal:

“Nas próximas aquisições ele vem como complemento, porque somente na compostagem o volume é menor, então nós precisamos lançar ele como se fosse uma adubação mesmo.”

Veja o depoimento completo de José Henrique Mendonça:

 

K Forte®: um fertilizante que torna o manejo mais completo e eficiente

A experiência de João Henrique Mendonça demonstra que o K Forte® é um fertilizante potássico eficiente e com versatilidade, podendo ser utilizado em técnicas de manejo orgânico, como a compostagem.

Por ser livre de cloro, ele favorece a saúde biológica do solo, reduzindo os malefícios que o excesso desse elemento provoca e ajuda a melhorar a qualidade da bebida do café.

Além disso, o K Forte® fornece à lavoura magnésio e manganês. Ele também é fonte de  silício, nutriente que melhora a resistência das plantas a estresses bióticos, como pragas e doenças, e abióticos, como a seca e a geada.

Dessa maneira, o manejo da lavoura fica mais completo e mais eficiente!

Engenheiro Agrônomo De Cristais Paulista - Sp Conta Como O K Forte® Melhorou Os Resultados Da Lavoura De Café - Kforte Bannerblog 1

 

Compartilhe esta publicação