Produtor Agrícola Referência Em Agricultura Regenerativa Conta Sobre Os Benefícios Do Uso Do K Forte®

Produtor agrícola referência em agricultura regenerativa conta sobre os benefícios do uso do K Forte®

Adriano Cruvinel é engenheiro agrônomo e produtor agrícola da região de Rio Verde, Goiás. Referência na prática da agricultura regenerativa, ele é membro do Grupo Associado de Agricultura Sustentável (GAAS). Entre as práticas para melhorar o manejo da sua lavoura, ele passou a utilizar o K Forte®. Veja o que ele conta sobre o uso do fertilizante multinutriente da Verde Agritech!

K Forte®: uma ferramenta para práticas de agricultura mais sustentáveis e rentáveis

Referência na prática da agricultura regenerativa, Adriano Cruvinel é engenheiro agrônomo e produtor agrícola da região de Rio Verde, Goiás.

Como forma de implementar práticas mais sustentáveis de produção em sua propriedade, em consonância com os preceitos da agricultura regenerativa, ele conheceu e começou a testar o K Forte®, fertilizante multinutriente da Verde Agritech.

Adriano conta que, já no primeiro teste com o K Forte®, percebeu uma redução nos custos de produção da lavoura:

“Se a gente pegar um outro comparativo e a gente comparar o custo por hectare que essa área onde eu coloquei 1 tonelada de K Forte® me proporcionou, a gente tem uma diferença de R$ 500,00 aí, pra R$ 400,00. São R$ 110,00, R$ 112,00 a menos que eu tive de custo por hectare. Se eu pensar nisso para o próximo ano, por exemplo, eu tenho uma redução de quase 22% no meu custo logo no primeiro ano com a utilização no K Forte®.”

E o fertilizante multinutriente da Verde Agritech trouxe ainda melhores resultados e benefícios para a lavoura de Adriano Cruvinel.

O K Forte® ajuda a reduzir os custos de produção e é livre de cloro 

Inicialmente, Adriano Cruvinel conta que, na safra seguinte ao primeiro teste com o K Forte®, ele pretendia expandir o uso para mais áreas da sua propriedade.

Entretanto, diante do bom desempenho do fertilizante multinutriente da Verde Agritech ele resolveu expandir o seu uso. Além disso, ele destaca também o fato de que o uso do K Forte® reduziu a aplicação de cloro na lavoura:

“Com os resultados que eu já tive na primeira safra utilizando o K Forte® e os resultados foram muito positivos, eu consegui reduzir custos e aumentar a produtividade e ainda ter a não adição da água sanitária […] daí eu resolvi pro segundo [ano] fazer já dessa área, colocar dessa forma.”

O K Forte® é, de fato, um fertilizante livre de cloro. Embora ele seja um micronutriente necessário para as plantas, o cloro é requerido em quantidades muito pequenas, que normalmente o próprio solo já fornece.

Assim, quando são utilizados fertilizantes que tenham um alto teor de cloro em sua composição, a exemplo do Cloreto de Potássio (KCl), é aplicado um excesso de cloro no solo.

Assim como Adriano Cruvinel, a pesquisadora Heide Hermary, em seu artigo Effects of some synthetic fertilizers on the soil ecosystem,  compara o uso do Cloreto de Potássio com aplicação de água sanitária no solo.

De acordo com ela, aplicar de 200 Kg de Cloreto de Potássio equivale a despejar 1600 litros de água sanitária no solo.

Mesmo A Aplicação De Uma Quantidade Pequena De Cloreto De Potássio No Solo, Como 50Kg Ainda Equivale A Despejar 400 Litros De Água Sanitária, Causando Danos À Microbiota

Mesmo a aplicação de uma quantidade pequena de Cloreto de Potássio no solo, como 50Kg, ainda equivale a despejar 400 litros de água sanitária, causando danos à microbiota.

Esse excesso de cloro no solo pode ter efeitos muito prejudiciais para as plantas, como a queima das raízes e o aparecimento de sintomas de fitotoxicidade.

Além disso, o solo também é impactado pelo excesso de cloro: ele pode causar uma elevação da compactação e da salinidade. E também prejudicar algo muito importante para o sucesso da agricultura regenerativa: a microbiota benéfica do solo.

O K Forte® favorece a saúde da microbiota do solo 

Os microrganismos são muito abundantes no solo: de fato, estima-se que em apenas uma colher de chá de solo existam cerca de 50 bilhões deles.

Além de serem tão numerosos, os microrganismos são muito importantes para o agroecossistema, já que cerca de 97% são benéficos, ao contrário do que dita o senso comum.

Entre os benefícios que os microrganismos do solo podem trazer para a agricultura, podemos citar a relação de simbiose que alguns deles são capazes de formar com as plantas, induzindo a resistência contra estresses bióticos e abióticos, por exemplo.

Eles também são capazes de auxiliar na disponibilização de nutrientes importantes, como o nitrogênio, o potássio e o fósforo.

Assim, é importante que o agricultor estimule e preserve a atividade biológica do solo, para que as plantas sejam beneficiadas por esses pequenos seres.

O uso de fertilizantes livres de cloro, como o K Forte®, é uma ferramenta nesse sentido. Vale lembrar que a Verde Agritech também desenvolveu a tecnologia Bio Revolution, que permite aditivar fertilizantes minerais com microrganismos.

O primeiro microrganismo a ser utilizado com a Bio Revolution é o consagrado Bacillus aryabhattai, que, entre outros benefícios, ajuda as plantas a lidarem com estresses hídricos, ajuda a disponibilizar fósforo e auxilia na promoção do crescimento das plantas.

Adriano Cruvinel cita o uso dos microrganismos na sua lavoura, além do uso do K Forte® e da implementação de plantas de cobertura, como responsáveis por uma redução de quase 62% nos custos de produção da lavoura em comparação com os custos da safra 2015/2016, o que para ele foi surpreendente:

“Isso pra mim, como engenheiro agrônomo, como produtor, era impensável até seis anos atrás!”

Você pode conferir o depoimento completo de Adriano Cruvinel no vídeo:

O K Forte® é uma fonte de potássio eficiente e com diversos benefícios 

A experiência de Adriano Cruvinel mostra que o K Forte® é uma fonte de potássio eficiente, cujo uso no manejo agrícola ajuda a otimizar os custos de produção.

O fato de ser um fertilizante de liberação gradual e livre de cloro faz com que ele seja menos suscetível à lixiviação e tenha um efeito residual duradouro no solo. Isso faz com que o agricultor consiga construir e manter a fertilidade do solo, além de reduzir a necessidade de reaplicações, o que ajuda a reduzir os custos.

Por ser livre de cloro, ele ainda favorece a saúde biológica do solo, pilar importante da agricultura regenerativa. Além disso, o K Forte® ainda é fonte de magnésio, manganês e também rico em silício, tornando o manejo mais completo e eficiente!

Compartilhe esta publicação