O que é a compactação do solo e como evitá-la?

Ter um solo descompactado é muito importante para assegurar bons resultados na agricultura.

Isso porque um solo compactado afeta parâmetros importantes, como a capacidade de penetração e retenção de água, a capacidade de penetração e a saúde das raízes e a aeração e difusão de gases importantes para o desenvolvimento das plantas.

Mas então, como obter um solo sem compactação?

Primeiro, é preciso entender o que é a compactação do solo. Para que um solo se torne compacto é preciso que haja a diminuição dos espaços vazios (chamados de poros) entre as partículas que compõem o solo.

Sem esses espaços, as partículas se adensam e tornam o solo difícil de ser penetrado, gerando efeitos negativos para a agricultura.

A compactação é um fenômeno complexo e que pode acontecer naturalmente ou pela ação do homem. O uso de insumos inadequados pode fazer com que o solo se torne compacto, por exemplo.

Substâncias com alto teor de cloro, como o Cloreto de Potássio (KCl), o fertilizante potássico mais utilizado na agricultura e que contém 47% de cloro em sua composição, contribuem para a compactação do solo.

Rajesh Prasad Shukla e outros pesquisadores da Universidade de Roorkee (Índia), estudaram o comportamento de solos expansivos quando expostos a ação do KCl, no artigo Stabilization of Expansive Soil Using Potassium Chloride.

Esse tipo de solo se expande ou se compacta de acordo com a quantidade de umidade presente em suas partículas. Os pesquisadores indianos verificaram que o uso de KCl diminui a umidade e aumenta a compactação do solo.

Isso tem consequências para agricultura, como nota o professor de Geologia e Ciência Agrícola da Universidade de Illinois, nos EUA, Dr. Timothy Ellsworth, juntamente com outros pesquisadores, no estudo The Potassium paradox: Implications for soil fertility, crop production and human health:

“O valor estabilizador do KCl há muito tempo é reconhecido na construção de pavimentos e fundações impermeáveis. Infelizmente, as consequências agronômicas [dessa compactação e impermeabilidade] incluem a perda de CTC (Capacidade de Troca Catiônica) e baixa capacidade de retenção de água, o que não traz crescimento e produtividade da lavoura”.

O K Forte, fertilizante multinutriente da Verde, é livre de cloro, salinidade, acidificação e aumenta a retenção de água (leia mais sobre isso aqui), o que ajuda a descompactar o solo e melhorar a sua aeração. Isso graças a sua matéria prima: o siltito glauconítico, uma rocha que é rica em glauconita (que é utilizada como fertilizante potássico desde 1760 nos Estados Unidos e melhora as propriedades físicas e químicas do solo.

Nutra, valorize e proteja o seu patrimônio com o K Forte!