Enxofre: Conheça As Características Deste Nutriente E Sua Importância Na Agricultura - Enxofre Conheca As Caracteristicas Deste Nutriente E Sua Importancia Na Agricultura

Enxofre: conheça as características deste nutriente e sua importância na agricultura

Atualizado em::

Você sabia que mais da metade de todo o enxofre produzido no mundo é destinado à indústria de fertilizantes? Tudo isso visando à reposição desse nutriente e à melhoria da fertilidade do solo para o aumento da produtividade agrícola. Conheça mais sobre as características do enxofre e sua importância na agricultura!

A importância da adubação com enxofre para as plantas

Na última década, o uso do enxofre na agricultura foi responsável por protagonizar o aumento dos rendimentos de culturas de grande importância econômica, como a soja e o milho. É o que destaca Áureo Lantmann,  no  artigo Uso do enxofre nas lavouras de soja.

Tal aumento é um reflexo das diversas funções essenciais que o enxofre exerce para o desenvolvimento e qualidade das plantas, que vão desde a formação de aminoácidos e proteínas até o controle hormonal, fotossíntese e mecanismos de defesa das plantas contra fitopatógenos.

 

O enxofre é um nutriente fundamental para a agricultura por conta das funções que desempenha.

Por ser considerado um nutriente essencial para plantas, o enxofre situa-se no grupo do macronutrientes secundários, junto com o cálcio e o magnésio. Entretanto, a exigência de enxofre em algumas culturas, como o algodão, pode chegar a ser maior que a de outros macronutrientes primários, como, por exemplo, o fósforo

Segundo o International Plant Nutrition Institute, o enxofre chega a representar de 0,02 a 1,8% da matéria seca dos vegetais superiores. E, de modo geral, tem-se a seguinte ordem decrescente de extração de enxofre pelas diferentes espécies de plantas cultivadas:

Hortaliças > Algodão > Leguminosas > Cereais e gramíneas

A adubação com enxofre é importante para as plantas porque a maior parte das áreas agrícolas apresentam baixos teores desse nutriente, principalmente em regiões  em que não são realizados  a manutenção e o incremento contínuo dos teores de matéria orgânica do solo.

Em entrevista ao Jornal Dia de Campo, o engenheiro agrônomo José Geraldo Zaparoli Vieira explicou que os principais fatores que contribuem para a deficiência do enxofre no solo são:

  • O uso contínuo de fórmulas com baixo teor ou ausência do nutriente;
  • A alta produtividade de culturas, que exportam o nutriente pelos grãos;
  • Regiões de plantio convencional sem presença da palhada na superfície.

Quando as plantas não encontram teores adequados de enxofre no solo, elas passam a apresentar sintomas de deficiência nas folhas mais novas. Isso acontece porque o enxofre não consegue se mover contra o fluxo de transpiração da planta, ficando retido nas folhas mais velhas mesmo quando os órgãos mais jovens demandam esse nutriente.

Dependendo da cultura, os sintomas de deficiência de enxofre nas plantas se manifestam na forma de:

  • Tons arroxeados a avermelhados nos órgãos vegetativos mais jovens;
  • Redução do tamanho das folhas e enrolamento das margens;
  • Produtos agrícolas com proteína de baixo valor biológico;
  • Atraso na maturação das sementes e dos frutos;
  • Menor nodulação em leguminosas;
  • Encurtamento dos internódios;
  • Redução do florescimento.

Esses sintomas de deficiência são um reflexo das diversas funções importantes que o enxofre desempenha, sendo um componente estrutural de diversas moléculas importantes do metabolismo das plantas.

Ele está presente em praticamente todas as proteínas vegetais, por estar envolvido na formação da unidade estrutural básica desse composto: os aminoácidos. Além disso, o enxofre também participa da fixação biológica de nitrogênio e até mesmo está presente em coenzimas que atuam no processo de fotossíntese.

No estudo From the Soil Up, Donald Schriefer considera que a coloração verde escura é a “marca registrada” de plantas com nutrição adequada de enxofre. Mas, onde o enxofre pode ser encontrado?

O ciclo do enxofre na agricultura

O enxofre pode ser encontrado naturalmente presente na matéria orgânica do solo. Entretanto, ele está numa forma não disponível para as plantas: para que seja absorvido, esse nutriente precisa estar na forma de sulfato (SO42-).

Para que a disponibilização do enxofre na forma absorvida pelas plantas aconteça, algumas fontes de enxofre orgânico precisam passar por um processo conhecido como oxidação, que é realizado pelos microrganismos do solo.

No estudo Ciclo do enxofre, Cristiane Hobuss e outros pesquisadores mencionam os principais fatores que podem afetar esse processo de oxidação e, consequentemente, a disponibilidade de enxofre para as plantas. São eles:

  • O tipo de material orgânico adicionado ao solo;
  • Parâmetros como a temperatura, a aeração, a umidade e o pH do solo;
  • As formas do enxofre inorgânico;
  • A população microbiana do solo.
Representação Do Ciclo Do Enxofre Na Agricultura

Representação do ciclo do enxofre na agricultura. (Fonte: PAULETTI, UFPR)

Também é possível encontrar o enxofre na forma de sulfato em muitas fontes tradicionais de adubação com enxofre, como o super simples, o sulfato de amônio e o gesso.

O grande problema é que o sulfato é altamente solúvel. Devido a isso, a chance dele se perder para as camadas mais profundas do solo, através do processo de lixiviação, é muito mais alta. Fator este que é particularmente mais grave em solos arenosos.

Uma das formas de se evitar as perdas de enxofre no solo é com o uso de fontes de enxofre de liberação progressiva, como é o caso do enxofre elementar.

A Pós Doutora em Agronomia, Ilca Puertas, em sua participação no evento Encontro com Gigantes, ressalta que isso garante que o agricultor tenha certeza de que o que ele colocou no solo é o que vai ficar disponível para a planta:

“Esse processo [de uso de fontes de liberação progressiva, como o enxofre elementar] elimina a chance de perda do nutriente por lixiviação. Então você tem certeza de que aquilo que você está colocando no solo é o que vai ficar no solo e que a planta vai absorver. Então isso já um grande ganho em relação às fontes de sulfato.”

O enxofre é um nutriente muito importante para a agricultura

Considerando os diversos papéis que o enxofre exerce nas plantas, que vão desde estruturação de compostos metabólicos ao processo de fotossíntese, o enxofre pode ser considerado um nutriente fundamental para a obtenção de sistemas agrícolas produtivos.

Sendo assim, é imprescindível que os agricultores adotem fontes como o enxofre elementar, que apresentam a liberação progressiva do nutriente, já que elas apresentam um potencial para ter um melhor desempenho desse nutriente do campo!

Compartilhe esta publicação