Entenda os problemas do enxofre elementar granulado

Entenda os problemas do enxofre elementar granulado

Pensar na adubação com enxofre é essencial para alcançar maior produtividade e qualidade na lavoura. O enxofre elementar é uma das fontes que pode ser utilizada para fornecer esse importante nutriente para as plantas. Uma das formas do enxofre elementar é o enxofre elementar granulado. Mas, quais são as limitações desse fertilizante e quais alternativas são mais eficientes?

A importância do enxofre para as plantas

O enxofre faz parte do grupo de nutrientes chamado de macronutrientes secundários, ao lado do cálcio e do magnésio. A inclusão desse elemento no manejo nutricional da lavoura é muito importante, visto o papel essencial que ele tem no metabolismo das plantas. O enxofre atua, entre outras funções vitais no desenvolvimento vegetal, em processos metabólicos como:

  • Processos de respiração;
  • Processos de crescimento;
  • Síntese de vitaminas e proteínas;
  • Mecanismos de resposta a estresses oxidativos e resistência ao frio.

A quantidade de enxofre requerida pelas diferentes culturas é bastante variável. Algumas culturas, como o café e a cana, por exemplo, requerem mais enxofre do que nutrientes como o fósforo. Já em culturas como a do eucalipto, embora seja exigido em menores quantidades, níveis adequados de enxofre melhoram a resposta da adubação com fósforo.

Quando há deficiência de enxofre na nutrição as plantas, o principal sintoma é o amarelamento generalizado das folhas, principalmente das mais jovens. A causa disso é a acentuada redução no conteúdo de clorofila nelas, já que o enxofre é um dos elementos envolvidos na síntese dessa substância, responsável pela pigmentação verde das folhas.

Além do amarelamento foliar, outros sintomas de uma nutrição deficiente em enxofre incluem:

  • Inibição do crescimento;
  • Queda na produtividade;
  • Redução da qualidade dos alimentos.

Em razão dos solos brasileiros serem antigos e muito intemperizados,  a maioria deles não apresenta altos teores desse elemento. Portanto, afim de evitar que as plantas sofram com a  deficiência de enxofre, se faz necessária a adubação com esse elemento.

O enxofre elementar é uma das fontes que podem ser utilizadas na adubação com enxofre. Ele apresenta uma concentração de até 99% do elemento sob a forma de S0. Além disso, possui liberação gradual do nutriente no solo, o que traz um efeito residual e menor risco de lixiviação.

Entre as diferentes formas de utilização do enxofre elementar como fertilizante, está o enxofre elementar granulado. Mas, quais são as principais características dessa forma do enxofre? Ainda: ele é mais vantajoso para o agricultor?

Conhecendo o enxofre elementar granulado

Apresentado sob a forma de pequenos grânulos, o enxofre elementar granulado é obtido através do processamento de fontes naturais. Essas fontes podem ser rochas elementares, jazidas de origem vulcânica ou depósitos do minério sulfureto de hidrogênio durante o processamento de combustível fóssil.

No enxofre elementar granulado, o enxofre está sob a forma de S0. Essa forma não consegue ser absorvida diretamente pelas plantas, precisando passar por um processo de oxidação biológica realizado pelos microrganismos.

É essa oxidação que faz com que a liberação de enxofre seja gradual. Esse processo pode ser realizado na ausência do oxigênio (O2) pelas bactérias fototróficas do gênero Chlorobium e Cromatium e na presença do O2 pelas bactérias quimiotróficas do gênero Thiobacillus, Sulfolobus e Sulfobacillus.

A coluna de Winogradsky é uma técnica utilizada para avaliar a disposição microbiana ao longo das camadas do solo

A coluna de Winogradsky é uma técnica utilizada para avaliar a disposição microbiana ao longo das camadas do solo

Assim, a utilização do enxofre elementar granulado deve estar sempre atrelada a práticas que preservem a microbiota do solo, para garantir que ele consiga nutrir adequadamente as plantas. Entretanto, essa fonte de enxofre apresenta ainda algumas outras limitações no seu uso como fertilizante.

As principais limitações do enxofre elementar granulado

O tamanho das partículas do enxofre elementar granulado são uma grande limitação dessa fonte de enxofre. Elas costumam ser maiores, quando comparadas, por exemplo, com as do enxofre elementar micronizado.

Isso tem uma influência muito grande na área de contato do insumo com os microrganismos que realizam a oxidação do enxofre. A Dra. Ilca Puertas explica que, quanto menor a partícula, maior será a área de contato com os microrganismos, aumentando a eficiência do fertilizante.

Em consequência, como ele tem partículas maiores, o enxofre elementar granulado é menos eficiente que o enxofre micronizado:

O tamanho maior do enxofre elementar granulado também traz um problema de dispersão do nutriente.

O enxofre elementar micronizado, matéria-prima do BAKS, é distribuído mais homogeneamente. A ilustração representa a distribuição dos produtos em 1 hectare considerando uma aplicação de 30 kg de enxofre por hectare. O número de partículas da ilustração é baseado em um cálculo proporcional ao peso e concentração de cada produto.

O enxofre elementar micronizado, matéria-prima do BAKS, é distribuído mais homogeneamente. A ilustração representa a distribuição dos produtos em 1 hectare considerando uma aplicação de 30 kg de enxofre por hectare. O número de partículas da ilustração é baseado em um cálculo proporcional ao peso e concentração de cada produto.

Na publicação Relação entre atributos de solos e oxidação de enxofre elementar em quarenta e duas amostras de solos do Brasil, o professor do Instituto de Ciências Agronômicas Dr. Nelson Horowitz e o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Dr. Egon José Meurer, explicam que, quando há uma dispersão irregular das partículas do enxofre elementar no solo, o processo de oxidação do enxofre é mais lento, gerando uma menor disponibilização do nutriente para as plantas.

Diagrama das relações entre as variáveis independentes (Xn) e dependente (Y) correlatas que afetam a oxidação do S elementar a S-sulfato. O tamanho da partícula do enxofre granulado está relacionado com área superficial, a distribuição e a taxa de oxidação do enxofre (Fonte: Horowitz, 2003)

Diagrama das relações entre as variáveis independentes (Xn) e dependente (Y) correlatas que afetam a oxidação do S elementar a S-sulfato. O tamanho da partícula do enxofre granulado está relacionado com área superficial, a distribuição e a taxa de oxidação do enxofre (Fonte: Horowitz, 2003)

A distribuição não homogênea também faz com que algumas áreas possam receber mais enxofre do que outras, criando pontos na lavoura de excesso e deficiência do nutriente. Com isso, os microrganismos apresentam diferentes graus de eficiência oxidativa dependendo da quantidade de enxofre disponível em pontos específicos do solo.

Além disso, quando combinado com outros fertilizantes, uma prática relativamente comum no manejo agrícola, o enxofre elementar granulado está mais suscetível ao fenômeno da segregação de nutrientes. Ele ocorre quando as partículas dos diferentes fertilizantes são de tamanhos diferentes e desequilibra a distribuição de nutrientes na lavoura.

Pensando nessas limitações, qual outra forma de enxofre elementar pode ser mais vantajosa para o agricultor?

O enxofre elementar micronizado é mais eficiente

Embora tenha vantagens, como a liberação gradual dos nutrientes e um efeito residual na lavoura, o enxofre elementar granulado também tem grandes limitações. Uma alternativa para o agricultor que quer evitar esses problemas é o uso de outras fontes.

Fontes como o enxofre elementar micronizado, que apresenta um tamanho de partícula muito menor, garantem a distribuição homogênea do enxofre em toda área aplicada e melhoram a eficiência da oxidação do elemento.

Assim, a relação de custo-benefício do enxofre elementar micronizado é melhor, trazendo mais vantagem para o agricultor.