21-01-2021_Conheça os principais benefícios do silício para a cana-de-açúcar

Conheça os principais benefícios do silício para a cana-de-açúcar

Mais produtividade, aumento das defesas contra pragas e doenças e mais resistência ao estresse hídrico. Esses são os principais benefícios do silício para a cana-de-açúcar.

Levando em consideração que esse elemento é o mais absorvido pela cana, seguido do potássio, nitrogênio, cálcio e magnésio, a adubação com silício é muito importante para a cultura da cana-de-açúcar.

Embora não seja considerado um nutriente do grupo dos macronutrientes, como o potássio, nitrogênio e o fósforo, nem dos micronutrientes, o silício exerce um papel muito importante no crescimento saudável das plantas.

Mas como o silício traz benefícios para a cana-de-açúcar?

O silício está ligado ao aumento da produtividade da cana

A cana-de-açúcar é uma planta da família das gramíneas, conhecidas por serem acumuladoras de silício. Elas absorvem grandes quantidades desse elemento que é transportado das raízes para as partes superiores, como o caule e as folhas.

Por isso, uma boa nutrição com silício traz impactos diretos no desenvolvimento adequado da cana e traz mais resultados em produtividade.

No estudo Uso de silicatos em cana-de-açúcar, José Luiz Demattê e outros pesquisadores realizaram ensaios com adubação silicatada em três diferentes usinas de cana no estado de São Paulo.

Os resultados mostraram que a aplicação do nutriente nas lavouras gerou  aumento da produtividade em até 15 toneladas por hectare.

Pesquisadores como o Dr. Lawrence Datnoff, no estudo Silicon nutrition and sugarcane production: A review, associam esse aumento na produtividade com o uso da adubação silicatada aos efeitos positivos que o elemento tem, como redução dos efeitos da toxicidade do alumínio, manganês e ferro; aumento da disponibilidade de fósforo, aumento da eficiência hídrica vegetal, redução do acamamento e mais rigidez das folhas e dos colmos.

Outro efeito positivo do silício para a cana-de-açúcar é o aumento das defesas da planta contra pragas e doenças.

O papel do silício na melhoria das defesas contra pragas e doenças da cana

Pragas e doenças agrícolas são motivos de grande preocupação para o produtor. Isso porque elas afetam não só a produtividade, mas também a qualidade da lavoura. Por isso, é preciso buscar maneiras de combatê-las e de melhorar as defesas naturais das plantas.

Estudos indicam que o uso do silício na adubação da cana-de-açúcar é efetivo no combate a pragas e doenças. É o caso, por exemplo, da pesquisa Silicon impedes stalk penetration by the borer Eldana saccharina in sugarcane, da Dra. Olivia Kvedaras.

Na pesquisa, a adubação com silício foi capaz de reduzir a penetração das largatas da mariposa da espécie Eldana saccharina nos tecidos da cana-de-açúcar. Segundo a Dra. Olivia:

“O silício parece contribuir para a supressão da E. saccharina diretamente através da redução do crescimento larval e do dano da alimentação [das largatas] para a lavoura, e indiretamente através do atraso da sua penetração no caule, resultando provavelmente no aumento do tempo de exposição delas a inimigos naturais, fatores climáticos adversos ou medidas de controle direcionadas ao estágio larval (por exemplo, inseticidas).”

Os mecanismos pelos quais a ação do silício faz com que as plantas consigam combater com mais eficiência as pragas e as doenças ainda são estudados pelos pesquisadores. Entretanto, de maneira geral, pode-se dividir essa ação em duas formas:

  • A criação de barreiras físicas;
  • Ações bioquímicas que estimulam as defesas naturais das plantas.

As barreiras físicas são o aumento da rigidez dos tecidos, já que de maneira geral o silício é depositado sob a forma de sílica amorfa nas células da epiderme vegetal. Isso, como evidenciado pela pesquisa da Dra. Olívia Kvederas, dificulta a penetração dos patógenos, desacelerando a infecção.

Isso dá tempo para que as plantas consigam ativar suas defesas naturais, através da produção de enzimas e de outras substâncias para combater as infecções.

Além desses benefícios, o silício contribui com o aumento da resistência a estresses abióticos, como variações de temperatura e estresse hídrico.

O silício melhora a resistência ao estresse hídrico

A ação do silício na melhoria da resistência ao estresse hídrico tem relação com três fatores principais:

  • Interações bioquímicas;
  • Interações fisiológicas;
  • Interações físicas.

Na dissertação Silício na mitigação do déficit hídrico de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar na fase inicial de crescimento, a mestra em Ciência do Solo, Gelza Teixeira, destaca que o silício mantém o potencial hídrico foliar, realizando o ajuste osmótico e também auxiliando nas trocas gasosas do processo de respiração das plantas.

Além disso, por fortalecer os tecidos vegetais, o silício ajuda a melhorar a arquitetura foliar, evitando o autossobreamento e contribuindo para reduzir a perda de água por transpiração. Isso auxilia a planta a lidar melhor com situações em que há a falta de água no ambiente.

Em sua dissertação, Gelza Teixeira analisou dois experimentos com mudas de cana-de-açúcar que foram submetidas à estresse hídrico. Uma parcela das mudas foi tratada com aplicações de silício foliar, enquanto outra parte não recebeu.

Os resultados mostraram que as plantas que receberam adubação com silício tiveram taxas melhores de fotossíntese, assim como menor perda foliar de água, ajudando a cana a manter melhores ritmos de crescimento.

O silício e o aumento da produtividade da lavoura de cana

Pensando nos benefícios que o silício traz para as plantas de maneira geral e em particular para a lavoura de cana, incluir esse nutriente no manejo nutricional é uma importante ferramenta para melhorar a produtividade e a qualidade da plantação.

O professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) e Doutor em Ciência do Solo pela École Supérieure Agronomique de Montpellier (França), Dr. Valter Casarin, resume a importância de se incluir o silício na nutrição das lavouras:

 

O uso de fertilizantes fontes de silício, como é o caso do Silício Forte, do K Forte® e do BAKS®, produzidos pela Verde, é um passo para que sua lavoura tenha melhores resultados e maior rentabilidade!