Como a aplicação de boro pode favorecer a cultura dos citros?

Como a aplicação de boro pode favorecer a cultura dos citros?

Você já observou frutos cítricos reduzidos, duros e com pouco suco? Esses sintomas podem indicar a deficiência de um micronutriente que afeta diretamente a qualidade e produtividade das plantações dos citros: o boro.

A importância do boro na cultura dos citros

O boro é um micronutriente com carga negativa (B) que apresenta múltiplas funções nas plantas. Mesmo sendo requerido em pequenas quantidades, ele participa ativamente no crescimento, metabolismo e reprodução das culturas, sendo responsável por:

  • Formação de novos tecidos;
  • Lignificação;
  • Síntese da parede celular;
  • Garantia da integridade da membrana celular;
  • Metabolismo de carboidratos e de hormônios vegetais;
  • Ativação enzimática;
  • Síntese proteica.

O boro é um micronutriente muito relevante para o desenvolvimento das plantas.

A cultura dos citros, em especial, é altamente sensível à disponibilidade do boro e apresenta diferentes respostas anatômicas e fisiológicas dependendo dos fatores envolvidos, incluindo, por exemplo, o porta-enxerto utilizado.
Massa seca de brotos (SDM) e raízes (RDM) de laranjas enxertadas em porta-enxertos Swingle (C, E) e Sunki (D, F) em diferentes concentrações de boro.

Massa seca de brotos (SDM) e raízes (RDM) de laranjas enxertadas em porta-enxertos Swingle (C, E) e Sunki (D, F) em diferentes concentrações de boro. (Fonte: MESQUITA, G. L. et al, 2016)

O boro apresenta influência na fase de crescimento, maturação e consequentemente no rendimento do fruto. Como o boro participa do processo formação do tecido dos frutos (bagaço), a relação peso-suco/peso-fruto é afetada diretamente.

Já na fase de pegamento, o boro pode reduzir taxa de abortamento floral e promover o alto índice de pegamento dos frutos, por atuar diretamente na germinação do grão de pólen e no crescimento do tubo polínico.

Além disso, esse micronutriente evita a queda prematura das folhas e proporciona a maior fixação das flores.  De acordo com a tese Florescimento e frutificação em laranjeiras ‘pêra’ [citrus sinensis (l.) Osbeck] com clorose variegada dos citros (CVC), do Dr. José Aliçandro Bezerra da Silva, esse fenômeno pode ser explicado pela influência das folhas nos fatores hormonais e nutricionais das inflorescências.

O Dr. José Aliçandro destaca que as inflorescências com folhas têm pegamento de quatro a seis vezes maior e um conteúdo endógeno de um hormônio vegetal superior (giberelina) em relação às inflorescências que não têm folhas.

Flores de Citrus × limão (L.) Osbeck . (A) botões florais (B e C) inflorescências (D) flores anormais.

Flores de Citrus × limão (L.) Osbeck . (A) botões florais (B e C) inflorescências (D) flores anormais. (Fonte: LAYEK, U. et al, 2020)

Considerando essas diferentes relações e interações que o boro tem como a cultura dos citros, qual é o impacto na produtividade e qualidade da cultura?

O impacto do boro na produtividade e qualidade da citricultura

No artigo Produção e qualidade de frutos de laranjeira ‘Pêra’ em função de fontes e doses de boro, os pesquisadores Isabela Rodrigues Bologna e Godofredo Cesar Vitti avaliaram o efeito de 5 fontes de boro em 4 diferentes doses na produtividade e parâmetros físicos de frutos de laranjeira “Pêra”.

Os resultados da pesquisa demonstraram que é essencial encontrar a dosagem de boro adequada para as condições da lavoura, uma vez que isso pode ser um fator decisivo para o incremento da produtividade.

No estudo, a dose de boro correspondente a 2 kg por hectare proporcionou, em média, produtividade cerca de 15% maior do que as obtidas com aplicação das demais doses de boro.

Produtividade e parâmetros físicos e frutos de laranjeira “Pêra” em função das fontes e doses de boro.

Produtividade e parâmetros físicos e frutos de laranjeira “Pêra” em função das fontes e doses de boro.
(Fonte: BOLOGNA, I. R. & VITTI, G. C., 2006)

Outro efeito do boro que favorece a produtividade dos citros é a sua influência direta no maior desenvolvimento radicular e resistência geral da planta. Dessa forma, as culturas conseguem otimizar o aproveitamento de água e nutrientes e se tornam mais resistentes a pragas e doenças.

Na dissertação de mestrado Adubação boratada em pomar de laranja pêra rio afetado pela clorose variegada dos citros, a autora Isabela Rodrigues Bologna explica que o boro, além de favorecer o equilíbrio nutricional da planta, auxilia na deposição de cálcio na parede celular, contribuindo para o aumento da resistência das plantas a efeitos adversos.

Essa interação do boro com outros elementos também cria relações de sinergismo com outros nutrientes. Na relação de sinergismo com o potássio, por exemplo, o boro promove um aumento de atividade enzimática no sistema radicular e cria uma força motriz para o transporte ativo de nutrientes, especialmente do potássio.

Assim como o boro, o potássio apresenta um papel essencial no pegamento e crescimento dos frutos, aumentando o tamanho, a produção, o teor de vitamina C e o número de frutos. Mas é importante ressaltar, que esses benefícios também dependem de outros fatores, como a disponibilidade de água, carboidratos e hormônios.

Visto a importância do boro na cultura do citros, como deve ser o manejo desse micronutriente?

A aplicação do boro na cultura dos citros

A fim de proporcionar todos os efeitos benéficos diretos e indiretos gerados pelo boro, é preciso identificar as exigências nutricionais nos diferentes estádios de desenvolvimento de cada cultura, com o auxílio de um profissional especializado.

No mercado, o agricultor deve buscar por fontes com uma liberação gradual de nutrientes, como os boratos minerais, para reduzir o risco de toxidez por superdosagem do boro e também reduzindo o número de aplicações.

Para otimizar a aplicação de fertilizantes boratados na lavoura, também é essencial a constante avaliação dos teores desse micronutriente no solo e nas plantas, como também sintomas visuais de deficiência, como:

  • Folhas novas encurvadas, com pontuações amarelas e áreas translúcidas;
  • Nervuras salientes, algumas vezes rachadas e com aspecto de cortiça;
  • Encurvamento e queda fácil das folhas;
  • Frutos deformados de tamanho reduzido, duros, com albedo espesso, pouco suco e com goma externa.

Entender como a importância do boro na citricultura e buscar as melhores formas de realizar a adubação com esse nutriente é essencial para o agricultor que quer ter mais qualidade e produtividade!