Por que o Siltito Glauconitico e uma boa fonte de potássio para solos arenosos

Por que o Siltito Glauconítico é uma boa fonte de potássio para solos arenosos?

Tornar os solos arenosos utilizáveis na agricultura é um grande desafio para o setor. Isso porque as demandas de produção cada vez mais altas exigem novas áreas de cultivo. O Siltito Glauconítico é uma fonte de potássio e outros nutrientes que pode ajudar nessa tarefa, graças às suas propriedades benéficas para o solo.

O que são solos arenosos e quais os desafios de utilizá-los na agricultura?

Os solos arenosos, também conhecidos como “solos leves”, são encontrados principalmente na região Nordeste do Brasil. Entretanto, eles podem ser encontrados em estados como Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Esse tipo de solo é caracterizado por conter pelo menos 85% ou mais de areia, ou seja, a fração do solo maior que 0,05 mm e menor ou igual a 2,00 mm. Entre as principais propriedades desse tipo de solo, estão:

  • Textura granulosa, que pode variar entre grânulos grossos, médios e finos;
  • Alta porosidade e permeabilidade, consequências do arranjo das partículas do solo;
  • Baixo nível de umidade;
  • Baixos teores de nutrientes;
  • Baixo teor de matéria orgânica;
  • pH ácido;
  • Alta possibilidade de erosão.

Assim, a exploração dos solos arenosos na agricultura se constitui em um grande desafio para o setor. Com as demandas de produção cada vez mais altas, esses solos passam a ser de grande interesse, já que são áreas que podem, com as tecnologias corretas, ser férteis.

É o que Ademir Fontana e outros pesquisadores da Embrapa Solos, da Embrapa Agropecuária Oeste e do Instituto Agronômico do Paraná ressaltam no artigo Solos arenosos: a nova fronteira agrícola brasileira:

“Terras onde predominam os solos arenosos são responsáveis, hoje, por uma parte significativa da produção de soja, milho, algodão, melão, manga e madeira para celulose, entre outros produtos. Isso acontece especialmente pela adoção de novas tecnologias – fertilizantes, sementes e outros insumos – associadas a ajustes no manejo da correção e adubação do solo, aumento dos teores de matéria orgânica e do controle de pragas, doenças e plantas invasoras”.

O Siltito Glauconítico, matéria-prima das tecnologias de nutrição da Verde, traz benefícios que contribuem para que esse tipo de solo possa ser cada vez mais explorado com eficiência e sustentabilidade pelo agronegócio nacional.

Como o Siltito Glauconítico traz benefícios para os solos arenosos?

O Siltito Glauconítico é uma rocha sedimentar que é rica em potássio e em um mineral chamado glauconita. Um dos benefícios que a glauconita traz para o solo é que que ela aumenta a capacidade de retenção de água e nutrientes.

Por causa da sua estrutura física, as partículas da glauconita têm pequenos espaços entre elas, o que permite que a água e a umidade fiquem retidas ali. Além disso, a glauconita consegue adsorver determinados nutrientes presentes no ambiente em que ela está.

Representação da estrutura física da glauconita (Fonte Bárbara Hodecker)

Representação da estrutura física da glauconita (Fonte: Bárbara Hodecker)

Outro ponto positivo que o uso da glauconita como fertilizante em solos arenosos traz é que a estrutura dela tem uma alta capacidade de troca catiônica (CTC). Isso acontece por causa das cargas de íons negativos que estão na estrutura da molécula da glauconita.

Por causa disso, elementos que geralmente são encontrados no solo com cargas positivas, como é o caso do potássio, podem realizar trocas iônicas com a glauconita. Assim, ela adsorve esses elementos, que depois podem ser disponibilizados para as plantas.

Siltito Glauconítico: fonte de potássio e outros nutrientes

Além de ser uma boa fonte de potássio e outros nutrientes, o Siltito Glauconítico também é livre de cloro. Isso é positivo no uso em solos arenosos, já que o excesso desse elemento traz efeitos negativos no solo, como danos aos microrganismos benéficos.

A presença de microrganismos benéficos no solo é importante para que haja melhor aproveitamento da matéria orgânica nele. Isso porque eles estão envolvidos em processos que disponibilizam nutrientes contidos na matéria orgânica para as plantas.

Assim, tecnologias de nutrição que utilizam o Siltito Glauconítico como matéria-prima podem ser combinados com técnicas que aumentem a matéria orgânica dos solos arenosos, como a compostagem.

Por que usar o BAKS® em solos arenosos?

O BAKS® é uma tecnologia de nutrição da Verde que possui como uma de suas matérias-primas o Siltito Glauconítico. Assim, ele traz ao agricultor todos os benefícios dessa matéria-prima para os solos arenosos. Isso possibilita a exploração desses tipos de solo com mais eficiência e sustentabilidade.
Além disso, o Siltito Glauconítico reduz perdas por não lixiviação por apresentar a disponibilização progressiva dos seus nutrientes. Isso faz com que eles fiquem no solo por mais tempo, sendo disponibilizados para as plantas ao longo de todo o ciclo produtivo.

O BAKS® também usa o enxofre elementar micronizado como matéria-prima. Essa forma do enxofre é mais eficiente na agricultura, já que tem uma disponibilização gradual do nutriente, uma distribuição mais homogênea e não lixivia.

O boro presente no BAKS® vem da ulexita, uma fonte que também tem propriedades que otimizam o uso desse nutriente na agricultura.

Use o BAKS®, tenha os benefícios do Siltito Glauconítico e retome o controle

Utilizar tecnologias que possibilitem o uso de solos arenosos na agricultura é um grande passo para que o setor possa continuar crescendo e sendo mais rentável.

O BAKS® é uma tecnologia de nutrição que oferece os benefícios do Siltito Glauconítico, do enxofre elementar micronizado e da ulexita para que sua lavoura esteja sempre bem nutrida.

Retome o controle com o BAKS®!