Pesquisa Com K Forte® Mostra Resultados De Fertilizante Que Aumenta A Concentração De Proteína Da Brachiaria - Shutterstock 1425699575

Pesquisa com K Forte® mostra resultados de fertilizante que aumenta a concentração de proteína da brachiaria

A brachiaria, em especial a brachiaria piatã, é ideal para o uso em sistemas de integração lavoura-pecuária, em razão de seu ótimo potencial como forragem. Por isso, realizar um bom manejo dessa cultura é uma ótima ferramenta para melhorar a qualidade da pastagem e, em consequência, da nutrição animal. Veja os resultados de uma pesquisa realizada com o K Forte® que mostrou como o fertilizante mulinutriente da Verde Agritech aumentou a concentração de proteína da brachiaria piatã, entre outros resultados positivos.

A importância do manejo das pastagens e a pesquisa com o K Forte® na brachiaria

A pecuária é um dos setores do agronegócio que possui alta relevância para o Brasil: segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o país é o quarto maior produtor de bovinos do mundo.

Assim, a manutenção da qualidade das pastagens das quais os animais se alimentam é essencial para que o setor seja mais produtivo e rentável.

Em um estudo feito com o K Forte®, fertilizante multinutreinte da Verde Agritech, foi observado, entre outros resultados positivos, como ele foi eficiente no aumento da concentração de proteína da brachiaria piatã, uma espécie ideal para o uso como forragem, melhorando assim a qualidade da planta.

O ensaio agronômico foi realizado no município de Baldim, Minas Gerais, entre novembro de 2015 e abril de 2016. Para a pesquisa, foi avaliado o uso do K Forte® no composto orgânico e na aplicação direta no solo.

Mas, quais foram os procedimentos utilizados no estudo?

Como foi feito o enriquecimento do composto orgânico com o K Forte®?

A compostagem é uma técnica agrícola que envolve decomposição controlada de matéria orgânica rica em elementos nutritivos, como resíduos animais e vegetais, por meio dos microrganismos.

Ela traz benefícios para o solo e para as plantas, como a promoção da disponibilização de nutrientes, a melhoria da capacidade de troca catiônica (CTC) e o favorecimento da atividade microbiana do solo, entre outras.

No estudo realizado em Baldim, uma das formas de aplicação do K Forte® foi através da mistura no composto orgânico. Sendo uma fonte de potássio de liberação gradual e sem cloro, isso foi favorável ao processo da compostagem, já que o cloro tem um alto poder biocida.

Além disso, a liberação gradual faz com que o potássio e os outros nutrientes sejam liberados durante um período maior para as plantas, fazendo com que o composto orgânico seja mais eficiente.

Para o estudo, acrescentou-se o produto K Forte® no chão de uma área de confinamento de gado. Após um período de 15 dias foi coletado o material resultante da mistura do K Forte® com o esterco, que foi revolvido para uma melhor homogeneização e aplicado na área do experimento com a brachiaria.

A área de 4,6 hectares onde foi realizado o experimento foi dividida em três faixas de tamanhos iguais e três tratamentos foram aplicados:

  • Tratamento 1: 6 t/ha (toneladas por hectare) de composto enriquecido com K Forte® na proporção de 4 t de esterco e 2 t de K Forte®;
  • Tratamento 2: 2 t/ha de K Forte® aplicadas diretamente no solo;
  • Tratamento 3: 4 t/ha de composto sem K Forte®.

Após a colheita, foram analisados parâmetros como o teor de proteína bruta, de lignina, de lipídios e nutrientes na brachiaria. Além disso, o solo também foi analisado, para mesurar parâmetros como o pH e a concentração de nutrientes.

Os resultados em ambos os tratamentos que utilizaram o K Forte® foram superiores ao do tratamento que utilizou somente o composto orgânico. O teor de proteína bruta obtido no tratamento 1, por exemplo, foi 8% maior do que no tratamento que utilizou somente composto orgânico.

Houve também aumento de 70% de potássio e 43% de fósforo no tratamento com composto e K Forte® em relação ao tratamento somente com composto.

Aliado a isso, com o tratamento 1, houve uma redução de 26% no teor de lignina presente na brachiaria, o que ajuda a tornar a planta mais nutritiva para o pastejo. Isso acontece porque essa molécula é um fator limitante na digestibilidade da forragem, como notam Gilberto de Lima Macedo Júnior e outros pesquisadores no artigo Qualidade da fibra para a dieta de ruminantes.

Veja a tabela abaixo:Os Tratamentos Com K Forte® Melhoraram Os Teores De Fósforo E Potássio, Além De Ter Havido Também Redução Da Lignina No Tratamento Com K Forte® E Composto Orgânico, O Que Melhora A Digestibilidade Da Planta.

Os tratamentos com K Forte® melhoraram os teores de fósforo e potássio, além de ter havido também redução da lignina no tratamento com K Forte® e composto orgânico, o que melhora a digestibilidade da planta.

Além disso, o fertilizante multinutriente da Verde Agritech trouxe ainda outros benefícios.

K Forte®: Melhoria na qualidade do solo e mais rentabilidade

O uso do K Forte® também trouxe melhorias na qualidade do solo. Ambos os tratamentos que utilizaram o fertilizante multinutriente da Verde Agritech tiveram melhora no pH em valor superior ao do tratamento que não utilizou o K Forte®.

Antes do experimento, o valor do pH do solo obtido foi de 4,8. Após as aplicações, o tratamento com composto e K Forte® teve um pH medido de 5,73, enquanto o tratamento com K Forte® aplicado diretamente no solo foi de 5,7. Já o tratamento que utilizou somente o composto apresentou um pH de 5,1.

Além disso, houve um aumento do teor de nutrientes do solo: O teor de potássio antes do teste foi de 1,5 mmolc/dm3. Com o uso do K Forte® e composto, o valor passou para 3,2 mmolc/dm3, um aumento de mais de 113%.

Já com o uso do K Forte® aplicado diretamente no solo, o teor de potássio passou para 2,6 mmolc/dm3, um aumento de 73%. Já o tratamento somente com o composto obteve um teor de potássio no solo de 2,2 mmolc/dm3, indicando um aumento de apenas 43%.

De maneira geral, o uso do K Forte® aumentou a concentração de macronutrientes em 45% e de micronutrientes em 18%.

Assim, a melhoria da qualidade do solo, aliada ao aumento do teor de proteína bruta obtida na brachiaria trouxe mais rentabilidade para o pasto. Esses benefícios estão relacionados às propriedades do K Forte®.

K Forte®: fertilizante rico em nutrientes e de liberação gradual

Graças à sua matéria-prima nacional, o K Forte® é rico em glauconita. Esse mineral é utilizado como fertilizante desde 1760 nos Estados Unidos e as suas propriedades benéficas para o solo incluem a melhoria da capacidade de retenção de água e nutrientes e também da CTC do solo.

Além disso, o K Forte® é fonte não somente de potássio, mas também de magnésio, manganês e silício. O silício é um elemento benéfico para as plantas e alguns estudiosos inclusive propõem que ele seja considerado como um nutriente essencial.

Entre os benefícios que ele traz para as plantas estão a indução da resistência a pragas e doenças e também a melhoria da resistência aos estresses abióticos, como a seca e a geada.

No caso da resistência à seca, a pesquisadora Elzbieta Sacala nota, no artigo Role of Silicon in Plant Resistance to Water Stress, nota que isso pode acontecer tanto através da deposição do silício nos tecidos vegetais, mas também através da modulação do metabolismo das plantas.

Vale notar que as plantas que pertencem à família das gramíneas, a exemplo da brachiaria, são acumuladoras de silício, o que torna o uso desse elemento importante para o manejo agrícola.

Ainda em razão da sua matéria-prima, o K Forte® é um fertilizante que tem liberação gradual dos seus nutrientes no solo. Assim, ele é menos sujeito às perdas por lixiviação, além de ter um efeito residual duradouro no solo.

O K Forte® ajudou a aumentar concentração de proteína da brachiaria, promovendo a melhoria da qualidade e rentabilidade da planta

Os resultados do estudo mostraram que o K Forte® foi eficiente na nutrição potássica da pastagem de brachiaria piatã. Além disso, os tratamentos com o fertilizante multinutriente da Verde Agritech melhoraram a qualidade da fibra da planta, tornando-a mais nutritiva e rentável.

Além disso, a sua matéria-prima faz com que ele seja uma fonte livre de cloro, o que evita os prejuízos do excesso desse nutriente para o solo, como a compactação e a salinização. Isso também favorece a vida biológica do solo, melhorando também o processo de compostagem,

Assim, o K Forte® ajuda a nutrir e valorizar a lavoura, trazendo mais qualidade e rentabilidade!Kforte_Bannerblog

Compartilhe esta publicação